Greve da PM: Forças Armadas chegam em Salvador

Homens do Exército estarão em Salvador por conta da greve da PM (Foto: Luiz Tito | Ag. A Tarde)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um efetivo de 5 mil homens começou a chegar nesta quarta, às 12h, após a presidente Dilma Rousseff aprovar o enviou da Força Nacional de Segurança e do Exército para a Bahia por conta da greve da Polícia Militar (PM), deflagrada nesta terça-feira, 15.

A presidente assinou o decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), que autoriza o emprego das Forças Armadas na segurança do estado, de acordo com a assessoria do governo.

A tropa será comandada pelo general Racine Bezerra Lima, da 6ª Região Militar. De acordo com nota do governo, a Polícia do Exército já está patrulhando as ruas de Salvador.

A GLO autoriza os militares a fazer patrulha, vistoria e prisão em flagrante.

Nova reunião

Marco Prisco, presidente da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra), está reunido com o comando da PM. A expectativa é que ele apresente a contra-proposta da categoria para acabar com a greve, e considerada ilegal pela justiça nesta quarta.

A elaboração da contra-proposta foi solicitada pelo governo. As principais reivindicações dos PMs são reajuste e equiparação salarial entre ativos e inativos e policiais civis e militares.

Antes desse encontro, o comandante da Polícia Militar, coronel Alfredo Castro, reúne-se nesta manhã com coroneis da PM para discutir o movimento da categoria.

Roubos

Diversas lojas e supermercados foram arrombadas e saqueadas durante a noite desta terça e madrugada desta quarta. Um grupo invadiu a Cesta do Povo do Ogunjá e levaram diversos produtos. O mesmo aconteceu na unidade da Caixa D’Água. Na Baixa dos Sapateiros, a loja da Ricardo Eletro também foi saqueada.

No Comércio, uma loja de telefonia foi arrombada e destruída. Outras ocorrências foram registradas em São Caetano, Fazenda Grande e Pau da Lima. Na Fazenda Grande do Retiro, criminosos roubaram uma loja e os demais comerciantes da região decidiram retirar as mercadorias dos estabelecimento para evitar prejuízos.

O comércio do bairro da Liberdade está parcialmente fechado nesta quarta, inclusive a agência dos Correios.

 

 

 

Fonte: A Tarde

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui