Grávida de 12 anos perde filho em Prado; companheiro é detido 

Sede da Polícia Civil, em Teixeira. Foto: João Alcides/OSollo

Um homem de 46 anos foi conduzido para delegacia de Teixeira de Freitas na manhã de domingo, 7 de fevereiro, acusado de estupro de vulnerável.

Ele foi detido no Hospital Municipal de Prado, quando acompanhava uma garota de 12 anos, grávida de seis meses, que havia sido submetida a um parto natural prematuro.

Diante de informações da idade da criança, a Polícia Militar foi acionada e descobriu que o acusado seria o companheiro da gestante.

Após o parto prematuro, a criança não sobreviveu. A garota de 12 anos permanece internada na unidade de saúde, e seu estado de saúde é estável. Diante da situação e denúncia do Conselho Tutelar, os policiais militares conduziram e apresentaram o acusado na Delegacia Territorial da Polícia Civil de Teixeira de Freitas, sob a acusação de estupro de vulnerável.

Muito triste e emocionada, a avó da menor disse que sua neta era assediada constantemente com presentes. Já o acusado disse em depoimento que estava vivendo maritalmente com a adolescente há cerca de seis meses e que o relacionamento teria sido consentido pelo sogro. Mas, há relatos de que a relação foi iniciada há mais de 12 meses, ou seja, quando a vítima tinha apenas 11 anos.

Após oitiva, a delegada plantonista, Rina Andrade, liberou Márcio Roberto de volta para sua cidade por não estar em estado de flagrante.

Fonte: Sulbahianews

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui