Frutos do Mar serão as estrelas do Festival Raízes de Porto Seguro

  Um reflexo da relação histórica de lazer e subsistência entre os indígenas da região com o mangue, rios e mar. Foto: Divulgação

O Festival Raízes de Porto Seguro está a uma semana do seu início, e continua a divulgação da lista de pratos e estabelecimentos participantes. No instagram oficial do evento, @raizesdeportoseguro, é notória a diversidade e quantidade de produções autorais e de releituras que trazem os frutos do mar como protagonistas.

Considerando o tema do evento, não poderia ser muito diferente. Com mais de 90 pratos inscritos entre Porto Seguro, Arraial d’Ajuda, Trancoso e Caraíva, o Festival nasceu com o propósito de celebrar e homenagear as heranças da culinária indígena, incentivando uma junção entre o tradicional e contemporâneo do que se considera as “raízes” gastronômicas da região.

Dentro deste conceito, a pesca não poderia ficar de fora, considerando a relação entre os Pataxós do litoral e esta atividade. Para a tribo, o mangue, o rio e o mar são historicamente uma das principais fontes de subsistência e lazer. A partir de materiais como ripas, linha da palha do tucum, cipós, embira e conhecimentos sobre o mês, a fluência da lua, a maré, até mesmo o horário, esses ambientes eram desbravados para garantir os peixes e mariscos utilizados na alimentação diária.

No Festival Raízes, os estabelecimentos inscritos refletiram a atividade através de belas moquecas mistas, filés em crostas crocantes, camarões ora empanados ora grelhados ou em molhos e muitos mariscos. Tem até peixes assados inteiros e/ou em folhas, refletindo o tradicional peixe na patyoba da culinária Pataxó. Também não ficaram de fora os petiscos como bolinhos, acarajés, iscas e casquinha de siri.

Mas não são só frutos do mar que se vive o Festival. A versatilidade de ingredientes como a mandioca e banana da terra garante que apareçam tanto em pratos doces como salgados, quanto em pratos principais e acompanhamentos. Sejam cozidas, fritas, assadas, em farofas, chips ou purês, também são uma presença marcante no inventário de pratos para o Festival.

Para não perder estes e outras dezenas de pratos, fiquem atentos à data do Festival: de 30 de junho a 17 de julho de 2021. Será em formato híbrido, acontecendo tanto nos restaurantes quanto via delivery, conforme disponibilidade de cada estabelecimento. O Festival também conta com o próprio site, http://raizesdeportoseguro.com.br/, onde estarão disponibilizadas outras informações como contato e endereço dos estabelecimentos, e também os preços de cada prato. O evento contará ainda com uma programação online no Instagram e YouTube do festival, com a participação de chefs locais que farão releituras de pratos da culinária indígena.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui