Faltas escolares podem implicar em não recebimento do Bolsa Família

Pais de alunos da rede municipal de Teixeira de Freitas, fiquem atentos à frequência escolar de seus filhos. As faltas escolares de crianças e adolescentes de 6 a 17 anos, beneficiárias do Programa Bolsa Família, podem impedir no recebimento do seu benefício.

Para crianças menores de 6 a 15 anos de idade, é preciso ter presença escolar maior que 85% das aulas todos os meses, porém, jovens de 16 e 17 anos devem frequentar pelo menos 75% das aulas.

É preciso ficar atento! Seguindo as regras do governo federal, quando existe um descumprimento de condicionalidade, como, por exemplo, faltas sem justificativas que ficam abaixo do percentual proposto pelo MEC, a família toda recebe uma penalidade, não apenas o aluno beneficiário. Desta forma, a família fica sem receber o benefício.

“A Secretaria de Educação e Cultura (SMEC) acompanha sistematicamente a vida escolar desses estudantes, com o objetivo de minimizar a evasão escolar e evitar problemas cadastrais que possam provocar bloqueios, suspensões e até perdas do benefício, uma vez que uma das exigências que a família precisa atender para ser contemplada com o programa, mas as famílias também precisam ficar atentas em manter a frequência dos filhos na escola, é de sua responsabilidade”, pontua Arnaldo Santos, coordenador municipal do Programa Bolsa Família na Educação.    

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui