Fábio Souto elogia nova Executiva do DEM

Deputado Fábio Souto
Partido elege José Agripino para presidente

O novo presidente nacional do Democratas é o senador José Agripino Maia (RN). Em reunião realizada na tarde desta terça-feira, 15 de março, em Brasília, o partido formalizou a nova Executiva Nacional, formada desde fevereiro a partir de acordo bem dialogado com o então dirigente Rodrigo Maia. O deputado Fábio Souto continua integrando a direção da sigla que, segundo o recém-empossado comandante, vai exercer mais efetivamente a oposição ao governo.

O parlamentar participou da reunião ao lado do presidente do Democratas baiano, Paulo Souto. Satisfeitos, ouviram Agripino dizer que o principal objetivo é trabalhar pelo fortalecimento do partido em todo o Brasil, com vistas às próximas eleições. “Precisamos implementar ações imediatas pensando na prosperidade da sigla e em um maior sucesso daqui a quatro anos. Tenho plena confiança na nova diretoria e acredito no trabalho que será iniciado. Esperamos fortalecer o partido, ganhar espaço, agregar novas ideias, conclamar a juventude para participar da política e assim crescer cada vez mais. Chamo a atenção também para importância de elegermos um presidente nordestino e aproveito para chamar a população da nossa região para conhecer e fortificar nosso ideal partidário”, afirmou o deputado.

Em relação ao papel de oposição que o Democratas tem exercido ao governo federal, José Agripino afirmou que ‘quem se abriga em um partido de oposição é quem tem convicções e coragem’. “O que eu defendo é que nós, do DEM, coloquemos o sentimento partidário e ideais acima dos interesses pessoais”, ressaltou.

Caráter inabalável

Souto aproveitou para demonstrar que o DEM honra cada voto que recebeu nas urnas. Ele ilustrou isso com exemplos advindos de dentro do Congresso Nacional. “Aqui lutamos pelas reformas necessárias para a sociedade brasileira. É o Democratas que, acima de tudo, defende a reforma tributária, que dialoga para que não haja aumento ou criação de novos impostos. Somos nós que firmamos nossa posição e não voltamos atrás quanto ao retorno da temível CPMF, que queremos a aprovação da PEC 300 e da Emenda 29. Queremos também a reforma da Previdência e a reforma política”, citou Souto.

Fonte: Rafael Walendorff/Assessoria de Imprensa (com informações da assessoria de imprensa do Democratas)

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui