Extremo Sul: PRF investiga derramamento intencional de óleo na BR-101

Instituição destaca a importância das denúncias para adoção das medidas cabíveis

PRF realiza fiscalização em rodovias. Fotos: Arquivo/Agência PRF

Não é novidade que a BR-101 é uma das maiores e mais perigosas rodovias federais do país. Alongando-se pelo litoral brasileiro, tem cerca de 4.650 km de extensão. Este é um dos principais eixos rodoviários do Brasil e passa pelo extremo sul baiano, onde os motivos para acidentes parecem se multiplicar.

Os perigos do trecho compreendido entre Teixeira de Freitas e Eunápolis já foram pautados por diversas entidades em busca de soluções. É onde as deficiências da pista são somadas a mais um fator que tem colocado em risco a vida de quem precisa trafegar pela via.

Estamos falando do óleo na pista que, segundo condutores, está sendo jogado propositalmente por criminosos e apontado como a causa de inúmeros acidentes, deixando feridos ou óbitos.

O jornal OSollo buscou informações junto à Superintendência Na Bahia da Polícia Rodoviária Federal (PRF) sobre a situação. Além de esclarecimentos, também foram levantados dados sobre as ocorrências.

O que se sabe sobre o óleo na pista?

A nota enviada a’OSollo esclarece que, no registro feito nos boletins de acidente, “a causa presumível ‘pista escorregadia’ envolve diversas situações, tais como chuva, presença de areia ou material viscoso/oleoso na pista, a exemplo dos acidentes com motociclistas que transitam entre as faixas e que, após os pneus entrarem em contato com a tinta – menos abrasiva – da sinalização horizontal, deslizam e caem no pavimento“.

Acidente é registrado na BR-101. Montagem: OSollo/Reprodução

Dito isso, conforme a Assessora de Comunicação da PRF na Bahia, entre janeiro e setembro de 2019, foram registrados nas rodovias federais baianas a ocorrência de 94 acidentes (24 graves e 06 mortes) com causa relacionada a pista escorregadia – óleo ou outros fatores. No mesmo período de 2020, o número foi de 84 acidentes (12 graves e 08 mortes). Houve uma diminuição de 10,6% e 50%, respectivamente, entre acidentes/acidentes graves.

Tomando apenas o trecho das proximidades de Eunápolis e Teixeira de Freitas, a PRF registrou no período:

  • em 2019: 02 acidentes (01 de natureza grave), ambos no KM 669 e 04 acidentes (01 de natureza grave e 01 com resultado morte) – 01 no KM 841 e 03 no KM 867.
  • Em 2020, foram 03 acidentes nos KMs 711, 719 e 720, 01 no KM 860, todos sem vítimas graves.

Sobre as denúncias, a PRF esclarece que sempre envia esforços no intuito de atuar de maneira repressiva e também preventiva. “No caso de denúncias relacionadas a derramamento intencional de óleo na pista na região da BR 101, trecho da Delegacia da PRF em Eunápolis (BA), em agosto deste ano, a PRF obteve informação neste sentido, por meio de vídeo que circulou por grupos de WhatsApp“, diz a nota.

Na ocasião, foi deslocada equipe para o ponto do possível derramamento de óleo, porém nada foi identificado, na sequência, também foram realizadas rondas nas proximidades, e até o momento não houve flagrante de pessoa ou constatada presença óleo com indícios de ter sido derramado intencionalmente na rodovia“, completa.

Neste mês de outubro, a PRF informa que está trabalhando em conjunto com a Polícia Civil para apurar e investigar a possível existência de derramamento intencional de óleo na pista. Constatando a situação, todas as medidas cabíveis para coibir e responsabilizar os envolvidos devem ser tomadas.

A nota ainda destaca a importância da denúncia quando for verificada “a presença de óleo ou material deslizante nas rodovias, para que o órgão possa acionar as autoridades competentes e adotar medidas para garantir a segurança do fluxo viário nas rodovias“.

Qualquer cidadão que presencie ou se envolva em um acidente de trânsito nas rodovias federais deve acionar a PRF por meio do seu número de emergência: Disque 191.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui