Eunápolis: Abertura da ASPEX Bahia Florestal destaca a importância do setor para o desenvolvimento da região

“Hoje, graças à silvicultura, nós produzimos com dignidade e respeito ao trabalhador e ao meio ambiente”, disse com emoção do produtor florestal e membro do Conselho Deliberativo da Associação de Produtores de Eucalipto do Extremo Sul da Bahia (ASPEX), Antonio Cruz, durante a cerimônia de abertura da 1ª ASPEX Bahia Florestal, realizada na noite de quarta-feira (31), em Eunápolis.

 

O evento, que está sendo realizado em comemoração aos dez anos de criação da ASPEX, está reunindo empresas prestadoras de serviços e órgãos púbicos, buscando mostrar a comunidade em geral o trabalho do homem no campo. “Com essa feira, buscamos apresentar nossos trabalhos, as empresas que atuam neste setor, as associações e mais que isso,é um evento que busca promover conhecimentos e oportunidades de negócios”, destacou o presidente da ASPEX, Gleyson Araújo.

Araújo falou ainda da importância do setor de silvicultura para alavancar a economia e a qualidade de vida das regiões onde são implantadas. “Podemos ver isso aqui na região, que por sinal possui as florestas plantadas com maior rendimento do Brasil e do mundo”, enfatizou ele.

O presidente da ASPEX destacou ainda a importância dos processos de certificação, que trouxe uma mudança na forma de gestão das propriedades rurais, onde foi implantada silvicultura. “Uma mudança que trouxe benefícios para todos, com mais cuidados as florestas e as pessoas”, disse Araújo.

Florestas Certificadas – A importância e o orgulho de possuir uma propriedade certificada também foram destacados pelo produtor florestal Antônio Cruz. “Outro dia vi no mercado a embalagem de um produto com selo de certificação, mostrando que aquela embalagem foi produzida com celulose de florestas 100% certificadas e saber que nós, produtores ligados a ASPEX, fazemos parte dessa cadeia produtiva é motivo de muito orgulho”, falou Cruz.

Cruz destacou ainda a necessidade dos órgãos ambientais e governamentais terem mais respeito ao homem do campo. “Aos donos do alheio mais apoio do que a nós, homens do campo, que produzimos com responsabilidade e pagamos rigorosamente os impostos”, lamentou Cruz.

“A Veracel já recebeu mais de cinco milhões de metros cúbicos de madeira 100% certificada, oriunda de produtores florestais, em nome de todos os diretores da empresa gostaria de dar todo o meu apreço e reconhecimento a todos os pouco mais de 120 produtores florestais”, disse o diretor de operações da Veracel, Ari Medeiros.

Valorização do Cooperativismo – Medeiros destacou ainda a valorização e o reconhecimento do cooperativismo através da ASPEX. “Vocês são um exemplo de valorização do cooperativismo. A Veracel trouxe a missão e vocês superaram, com um trabalho sério”.

O diretor presidente da Veracel, Antonio Sergio Alípio, não pode estar presente, mas enviou uma mensagem à ASPEX, destacando a relação que existe entre a empresa e a associação. “Foram dez anos construindo uma relação de confiança e transparência. A ASPEX conseguiu criar uma referência e modelo de negócio e empreendedorismo para a nossa região”, parabenizou Alipio.

O prefeito de Eunápolis e presidente do Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Território da Costa do Descobrimento, Neto Guerrieri, destacou o papel importante de desenvolvimento de Eunápolis junto a região e ao estado. Neto destacou ainda a relevância do agronegócio da região, como referência para a Bahia e destacou a importância do 1o ASPEX Bahia Florestal para o município.

O secretário da Secretaria de Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri), Vitor Bonfim, falou da relevância da consolidação das florestas plantadas no Estado da Bahia, dando força para o desenvolvimento econômico do Estado, com geração de emprego e renda. 

Bonfim destacou ainda que o ASPEX Bahia Florestal vai marcar a história de Eunápolis e do Estado. “Todos ganham com a realização deste evento. O estado será parceiro na próxima edição”, garantiu Bonfim.

O vice-presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Humberto Miranda, também parabenizou pelo sucesso do cooperativismo, envolvendo iniciativa privada, produtores e setor público, para geração de emprego e renda, colaborando para a mudança do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) dos municípios da região.

Ressaltando também a importância de uma maior valorização do homem do campo, como destacou o produtor florestal Antônio Cruz, Mirando disse que há dois grande desafios pela frente: a insegurança jurídica e as leis ambientais. “São dois pontos que estão desassistidos”, concluiu Miranda.

O público que lotou o salão de eventos da Loja Maçônica 5 de Novembro, em Eunápolis, presenciou ainda a homenagem a autoridades locais e estaduais, a Veracel, a parceiros e ex-dirigentes da ASPEX, que participaram dos dez anos de história da associação. “E uma uma associação jovem, com apenas dez anos, mas são dez anos de muitas conquistas e aprendizados”, ressaltou o presidente da ASPEX..

O Aspex Bahia Florestal prossegue hoje com exposições, palestras e um workshop jurídico florestal.

 

Confira a programação dos próximos dias:

01 / Setembro (Quinta-Feira)

08h às 21h – MOSTRA ASPEX BAHIA FLORESTAL [VISITAÇÃO GRATUITA]

Av. Joana Angélica, 78, Salão de Eventos da Maçonaria

13h30 às 19h00 – PALESTRAS ASPEX BAHIA FLORESTAL

19h00 às 21h00 – WORKSHOP JURÍDICO FLORESTAL


02 / Set (Sexta-Feira)

08h às 12h – MOSTRA ASPEX BAHIA FLORESTAL

Av. Joana Angélica, 78, Salão de Eventos da Maçonaria

08h30 às 11h30 – PALESTRAS GRATUITAS PARA PRODUTORES RURAIS

11h30 às 16h30 – VISITA NA FÁBRICA DA VERACEL


Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui