Enem 2018 terá novidades: uma está no pedido de isenção, que começa hoje (02/04)

Estudantes se preparam minutos antes da prova do ENEM, no campus da UNIP da Avenida Vergueiro, em São Paulo (Ricardo Matsukawa/VEJA.com)

Este ano, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terá 30 minutos a mais para a prova do segundo dia, que reúne conteúdos de ciências da natureza e matemática. No entanto, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), isso não representa aumento no nível de dificuldade do exame, baseado em conteúdos encontrados na Matizes de Referência, que estão disponíveis no portal da instituição.

Como no ano passado, em 2018 serão dois domingos de provas: 4 e 11 de novembro. A estrutura do exame não mudou: no primeiro dia serão aplicadas as provas de Redação, Linguagens e ciências humanas, e no segundo dia, ciências da natureza e matemática.

Outra novidade do Enem 2018, em que a prova completa 20 anos, é o período para pedidos de isenção. Até o ano passado, isenção e inscrição poderiam ser feitos no mesmo intervalo. Este ano, o pedido de isenção da taxa de inscrição será feito antes do período de inscrição. Também pela primeira vez, os candidatos que tiveram a isenção no último ano e faltaram nos dois dias de prova terão que justificar a ausência para ter a gratuidade novamente.

Segundo a diretora de Gestão e Planejamento do Inep, Eunice Santos, o objetivo é garantir mais oportunidade para os jovens que não podem pagar a inscrição, mas também zelar pelo dinheiro público e pelo desenvolvimento da consciência ética do cidadão. “Vamos fazer isso com mais critério e responsabilidade”, disse ela.

O prazo para solicitar a isenção começa a contar nesta segunda-feira (2), a partir das 10h e termina em 11 de abril.

As inscrições deverão ser feitas das 10h do dia 7 de maio às 23h59 de 18 de maio deste ano. A taxa de inscrição foi mantida em R$ 82. O pagamento deve ser feito entre os dias 7 e 23 de maio.

Para receber o benefício, o participante deverá ter documentos que comprovem a condição declarada, sob pena de responder por crime contra a fé pública e de ser eliminado do exame. Se a solicitação de isenção for negada, ainda é possível recorrer da decisão, na Página do Participante, entre os dias 23 e 29 de abril.

Quem tem direito à isenção?

– Quem está cursando a última série do ensino médio neste ano em escola da rede pública

– Quem cursou todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada e tenha renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio

– Quem declarar situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda e que esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico)

– Quem fez o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) do ano passado, que tenham atingido a nota mínima do exame

Como pedir a isenção?

– Para pedir a isenção, o candidato deve acessar a Página do Participante do Enem e inserir seu CPF e data de nascimento. Em seguida, aparecerá uma explicação sobre as situações que garantem a isenção para o candidato verificar se ele se enquadra em alguma delas.

A aprovação da isenção da taxa de inscrição não significa que o participante já está inscrito no Enem 2018. As inscrições deverão ser feitas das 10h do dia 7 de maio às 23h59 de 18 de maio deste ano, pelo site do Enem.

O procedimento deve ser feito na página do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui