Embasa realiza ações de combate a ligações clandestinas em Eunápolis

Embasa realiza ações de combate a ligações clandestinas em Eunápolis. Foto: Ascom

Equipes da Embasa realizaram ações de combate a fraude no consumo de água em
diversos bairros de Eunápolis, como jardim América, Encanto das águas, Juca Rosa e
Sapucaieira, algumas detectadas em imóveis de alto padrão, na última segunda-feira, 15 de março. Ao todo, foram identificadas e retiradas 36 ligações clandestinas (gatos), que
vinham provocando desperdício e comprometendo o abastecimento no município.

A manipulação das tubulações para a realização de gatos é uma das principais causas
de vazamento na rede distribuidora. “Essas ações indevidas obrigam a empresa a fazer
interrupções constantes no fornecimento para manutenções, além de aumentar os
riscos de contaminação da água, pois permite a entrada de sujeira na rede, alterando a
qualidade da água que chega aos domicílios”, conta o gerente do Escritório local (EL)
de Eunápolis, Eliomar Amorim.

Foto: Ascom

Como resultado desta ação, o EL espera a regularização das situações encontradas.
“Não encontramos nenhuma resistência por parte dos usuários, pois, a maiorias dos
imóveis se encontravam fechados e mesmo os imóveis onde encontramos os proprietários, não tivemos dificuldades, os mesmos foram orientados a apresentarem os documentos necessários e regularizarem a situação junto a Embasa, faremos o acompanhamento semanalmente com a equipe do cadastro e um fiscal de campo, não é justo que quem paga suas contas regularmente seja prejudicado por quem não paga”, afirma.

Até chegar aos imóveis, a água passa por diversas etapas como captação, adução, tratamento, distribuição e monitoramento de qualidade, que possuem custos elevados, envolvendo uma infraestrutura complexa (energia elétrica, produto químico, mão de obra especializada, equipamento elétricos e hidráulicos entre outros).

Foto: Ascom

“Por isso, o valor pago pelo usuário não é pela água em si, mas sim pelos serviços prestados pela companhia, que transformam a água bruta dos mananciais na
água tratada e de qualidade que a empresa entrega nas torneiras”, explica Eliomar.

Monitoramento

Para a realização desta ação, a Embasa utilizou ferramentas de geoprocessamento,
banco de dados comerciais e operacionais, além do monitoramento diário dos volumes
disponibilizados. “Os controles são feitos diariamente. Após a identificação e
delimitação de áreas a serem monitoradas, as equipes montam um planejamento
sistemático para a atuação”, explicou.

Foto: Ascom

Crime

Qualquer intervenção no hidrômetro e na rede da Embasa com o intuito de furtar água
é crime e o infrator está sujeito ao cumprimento das penalidades previstas na
legislação vigente. O usuário que estiver nessa situação deve procurar um ponto de
atendimento da empresa e regularizar sua ligação, evitando problemas com a polícia e
multas. A população pode denunciar sigilosamente as situações de fraude pelo 0800 0555 195.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui