Ecofuturo lança publicações sobre projeto de educação ambiental em Prado e Malacacheta

Foto: Divulgação

“Tecendo Saberes Socioambientais – dialogar, refletir e agir” traz ações promovidas em conjunto com educadores e alunos da rede pública dos municípios. O Ecofuturo, organização sem fins lucrativos mantida pela Suzano, lançou duas publicações sobre o Tecendo Saberes Socioambientais, projeto de educação ambiental realizado nas cidades de Prado (BA) e Malacacheta (MG), durante o ano de 2019.

A iniciativa, desenvolvida pelo Instituto em parceria com as prefeituras e com investimento da Suzano, envolveu educadores e alunos da rede pública, com objetivo de sensibilizar as comunidades sobre a importância da conservação ambiental, de ações sustentáveis e do fortalecimento da conexão com a natureza, além da formação de multiplicadores. Os livros, intitulados “Tecendo Saberes Socioambientais – dialogar, refletir e agir”, relatam a iniciativa, trazem artigos sobre a temática socioambiental e as ações promovidas pelos participantes durante o projeto.

Na edição sobre Prado, é possível conhecer o trabalho desenvolvido com 25 escolas e 60 educadores da rede pública e da APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), que participaram de 80 horas de formação a fim de estimular o debate e reflexões sobre estratégias de conservação ambiental e proteção da biodiversidade. Ao todo, 17 ações foram realizadas nas comunidades, como hortas comunitárias, revitalização de espaços e articulações institucionais. O encerramento do projeto contou com uma exposição das intervenções promovidas durante a iniciativa, além da entrega de certificados.

Já a publicação sobre a iniciativa em Malacacheta registra o processo de formação em educação ambiental desenvolvido no município e que integrou as ações do Nascentes do Mucuri, projeto idealizado pela Suzano e realizado por diversos parceiros, que promove a restauração das nascentes do rio Mucuri, a educação ambiental e o desenvolvimento regional. O Tecendo Saberes Socioambientais na cidade envolveu cerca de 120 pessoas, entre educadores e alunos da rede municipal de ensino, que também obtiveram 80 horas de formação. O documento conta com artigos escritos por especialistas, profissionais da área e envolvidos na iniciativa.

“O Tecendo Saberes Socioambientais promoveu um espaço de diálogo e reflexões e, a partir dele, foram desenvolvidas iniciativas socioambientais pelos educadores, envolvendo a comunidade escolar e também moradores do entorno. Os resultados demonstram a importância do engajamento desses multiplicadores e o potencial emancipatório da educação ambiental. As publicações trazem o registro do projeto realizado nos dois municípios, além das iniciativas criadas a partir dele, e buscam compartilhar conhecimento e inspirar outras ações em prol da sustentabilidade e da valorização do potencial educador de ambientes naturais”, afirma Raquel Coutinho, analista de Sustentabilidade do Instituto Ecofuturo.

Sobre o Instituto Ecofuturo

O Instituto Ecofuturo contribui para transformar a sociedade por meio da conservação ambiental e promoção de leitura, integrando livros, pessoas e natureza. Entre as principais iniciativas estão o projeto Biblioteca Comunitária Ecofuturo, com a implantação de mais de 100 bibliotecas no País, e a gestão do Parque das Neblinas, onde são desenvolvidas atividades de educação ambiental, pesquisa científica, ecoturismo, manejo e restauração florestal, e participação comunitária. Organização sem fins lucrativos, fundada em 1999 e mantida pela Suzano, o Instituto atua como articulador entre sociedade civil, poder público e o setor privado. Conheça mais sobre o Ecofuturo AQUI.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui