Diferente e difícil

“Mas eu lhes digo: Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem, para que vocês venham a ser filhos de seu Pai que está nos céus.” (Mateus 5.44-45).

Jesus disse algo diferente do que as pessoas estavam acostumadas a ouvir. A norma era “ame seu próximo e odeie o seu inimigo”. Mas Jesus disse “amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem”. Algo diferente e difícil. A vontade de Deus muitas vezes será algo diferente de nossa vontade, por causa de nosso egoísmo, presunção e limitações. Modelamos formas para a vida e para nossa religiosidade e, tenho a sensação de que, em algum ponto (para não dizer muitos), nos desviamos. Em lugar de agradar a Deus, de fazer do jeito dele, agradamos a nós mesmos, fazemos do nosso jeito. Em lugar da vontade dele, fica a nossa.

A nossa fé é a fé do caminho, do seguimento, do passo a passo. Não há jeito fácil ou rápido. O Espírito Santo está trabalhando do lado de dentro. As vezes trabalhando em coisas há muito estabelecidas. As vezes dedicando-se a um detalhe pequeno aos nossos olhos, mas que fará grande diferença. As vezes em algo grande, numa pedra pesada que está no meio do caminho de nossa vida. As vezes achamos que não podemos mudar, que o que nos domina é maior que nós! Mas humildade e quebrantamento fariam muita diferença. Talvez o problema realmente sério sejam as minúsculas cosias que nos desfiguram. Não pensamos que estejam erradas. É como somos! O fato que mudar pode leva mais tempo e dá mais trabalho ao Espírito Santo quando nossos desvios forem resultado de acúmulo de pequenas cosias.

Creio que, no final, tudo está relacionado com o amor. A escolha pelo amor revela as grande e as pequeninas coisas que precisam ser mudadas. Jesus pediu aqueles pessoas que amassem seus inimigos e orassem pelos seus opositores. Se aceitarmos o mesmo desafio, nossa vida será mexida em vários aspectos. Nosso estilo de vida, temperamento, preferencias pessoais, tudo poderá ser mexido. O que Jesus está pedindo é “coloquem pessoas no lugar mais importante e sejam amáveis com todas, mesmo as distantes, aquelas que você tem razões para rejeitar”. Pois é assim que os filhos de Deus agem! Eles amam. E porque amam, estão sendo transformados. O que de diferente e difícil você talvez precise fazer hoje para dar mais um passo na direção de revelar-se filho e filha de Deus?

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui