Dia do Músico será comemorado com concerto do Iced em Posto da Mata

Dia do Músico será comemorado com concerto do Iced em Posto da Mata. Fotos: Divulgação

O músico pode ser arranjador, intérprete, regente, compositor ou simplesmente um executante. Alguns dizem que os músicos devem ter talento nato para isso, mas existem cursos superiores na área e pessoas que estudam música a vida toda.

O músico pode trabalhar com música folclórica popular ou erudita, em atividades culturais e recreativas, em pesquisa e desenvolvimento, na edição, impressão e reprodução de obras. A grande maioria dos profissionais são autônomos trabalhando com eventos ou ensino, mas existem os que trabalham na educação musical e os que são vinculados a corpos musicais estaduais ou municipais.

Em Posto da Mata a referencia sobre músico vem mudando desde março de 2018, principalmente para os que frequentam ou trabalham no centro comercial. Jhoy Calazans que trabalha em um restaurante na rua Mucuri conta: “todo mundo que fica por aqui vê isso, eles passam com seus violinos nas costas ou debaixo do braço, vão pra aula aprender a tocar, nas na verdade vão pra longe dessa violência e das drogas que estão aí na rua, alguns vem do Distrito Industrial, é muito longe!”, pontuou Jhoy.

O novo perfil do músico que começa a se formar em Posto da Mata é o que se encontra em grandes centros culturais do Brasil e no exterior, guardada as devidas proporções. Para Melquisedeque Campos, coordenador das atividades do polo do Orquestrando Futuros-OrFs em Posto da Mata que funciona na Igreja Batista Betel, “Os alunos estão recebendo formação para serem músicos de nível internacional, para atuarem em grandes orquestras, para serem professores de excelência e para elevarem a cultura musical de nossa cidade, independente do gênero musical”, ainda complementou “…eles são formados para fazer música de qualidade, tendo como referência de qualidade o nível estrutural da música que se toca ou compõem”.

Sebastião Junior ministra aulas de música na Paróquia de São Benedito em Posto da Mata, com uma vasta experiência musical atuando com artistas locais e com o Ministério  Frutos da Aliança esteve recentemente em Minas Gerais participando de um grande evento envolvendo igrejas católicas da região de Poté/MG. Sebastião fala com entusiasmos do momento que vive como músico: “eu sempre tive vontade de tocar em uma orquestra, de aprender um instrumento de orquestra. Hoje isso é possível. Estar no Orquestrando Futuros tem ampliado muito meus conhecimentos e minhas experiências musicais e de ensino de música…”. Sebastião é um dos alunos de Violoncello que se junta a outras dezenas de alunos violino, viola e contrabaixo atendidos pelo OrFs no distrito de Nova Viçosa.

Quem convidou o Instituto de Educação e Cultura (ICED) para que levasse o Orquestrando Futuros-OrFs para Posto da Mata foi o pastor José Francisco de Assis. “Eu conheci o projeto em Teixeira de Freitas e acompanhei de perto, enquanto trabalhava na Pibatef do bairro Castelinho, ali eu entendi o potencial desse trabalho”, explica ele, contando que ao chegar em Posto da Mata, via jovens, crianças e adolescentes cheios de potencial, com muitos sonhos e poucas chances de realizá-los. “Aos olhos humanos, eram sonhos impossíveis”. Encorajado pelo anseio dos meninos e meninas de Posto da Mata, o pastor Assis decidiu convocar o maestro Orley Silva para formar uma parceria e levar o Orquestrando para aquelas vidas. “Esse projeto equipa as crianças para um futuro promissor, com geração de renda e sonhos realizados”.

Para a secretária Municipal de Educação de Nova Viçosa, professora Natália Carolino, o momento é único na história da educação de Nova Viçosa. “Vejo que essa oportunidade que nos é ofertada é ímpar. Pensar em educação a partir da música é dar oportunidade para vermos nossos alunos se desenvolverem com algo que a música faz muito bem, juntar pessoas por um bem coletivo. Precisamos reforçar que a prática da música coletiva fortalece e estimula para um desenvolvimento mais humano e cidadão de quem está envolvido”, enfatizou Natália Carolino. Partindo do mesmo pensamento, a secretária Municipal de Assistência Social de Nova Viçosa, Eunice Oliveira Costa, vai mais além: “Eu vejo o Orquestrando Futuros como uma ferramenta de intervenção social planejada, que além de contribuir com o aumento do desempenho escolar das crianças, ele fortalece os vínculos familiares e promove inclusão produtiva urbana desses alunos atendidos”, comentou Eunice Costa.

O Maestro Orley Silva, idealizador do Orquestrando Futuros-OrFs, explica que o concerto em Homenagem ao dia do músico terá momentos especiais: “teremos músicos solistas consagrados como Filipe Mota que chegou recentemente de uma Turnê pela Europa com a Orquestra Juvenil da Bahia, solando ao lado dos alunos da Orquestra Acadêmica do OrFs de Posto da Mata. Um repertório pensado com detalhes onde a história de Posto da Mata será evidenciada, e com certeza muitas lágrimas nostálgicas serão derramadas, já que Posto da Mata tem um papel importante no processo de desenvolvimento da região. “Teremos Muitas Surpresas!”, enfatizou o maestro.

O dia do Músico

O dia 22 de novembro se tornou uma data muito importante para os artistas que usam seus instrumentos e suas obras para proporcionar momentos de prazer, curtição e até tratamentos de saúde. É a data em que se comemora o dia do músico. Antes de ser especial dos músicos, a data foi criada pelos católicos como dia de Santa Cecília, que é a padroeira (cristã) dos músicos, uma curiosidade: na mitologia grega, a Musa da Música é Euterpe.

Segundo a história, Cecília era filha de uma família bem abastada no século II e foi prometida, mesmo à contra gosto, para um casamento arranjado com um rico cidadão de Roma, chamado Valeriano. Todos felizes, menos ela. Durante o casamento ela cantou (quer dizer louvou, segundo nossos amigos cristãos) a Deus de todo o seu coração. Dizem que, graças a isso, conseguiu conservar seu celibato, mesmo casando com um pagão que não entendia o cristianismo e levar uma mensagem muito forte para os cidadãos do local onde residia. Essa mensagem perdurou por séculos. A canção fora tão forte para si mesma naquele dia, que durante sua vida conjugal, fez seu marido e cunhado se converterem ao cristianismo tempos depois.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui