Desarticuladas cinco quadrilhas de traficantes no sul e extremo sul da Bahia

Foto: A Região
Cinco quadrilhas de traficantes de drogas que agiam nos municípios de Itabuna, Ilhéus, Porto Seguro e Eunápolis foram desarticuladas na última quinta-feira (21) por uma força tarefa da Polícia Civil, composta de 50 investigadores e oito delegados, que cumpriram diversos mandados de prisão temporária expedidos pela juíza Antônia Marina Faleiros, da 1ª Vara Crime de Itabuna.

O secretário da Segurança Pública, César Nunes, e o delegado geral, Joselito Bispo da Silva acompanharam a operação, que resultou na prisão de 41 pessoas e na apreensão de cinco quilos de maconha, certa quantidade de crack, armas, veículos, celulares, computadores, balança de precisão, além de R$ 3,2 mil em espécie.

Entre os conduzidos para a carceragem da 6ª Coordenadoria Regional de Polícia (6ª Coorpin/Itabuna) estão o advogado Bruno Halla e a escrivã do Cartório da Vara do Júri e Execuções Penais de Itabuna, Sádia Consuelo Cândido Pitanga. Os investigadores apuraram que a escrivã – comparsa do advogado que tem vários traficantes como clientes – conseguia transferir e liberar ilegalmente presos da Justiça, e também interferir nos trâmites processuais, de forma a atrasar o andamento dos processos, para beneficiar a clientela de Bruno Halla.

De acordo com o coordenador da 6ª Coorpin, delegado Moisés Damasceno, que coordenou a “Operação Themis”, foram cumpridos na madrugada 34 mandados de prisão temporária, 16 deles contra infratores já recolhidos ao sistema prisional. Estão neste grupo os líderes do tráfico Bartolomeu Rocha Mangabeira (Bartô), Fábio Aurelino dos Santos (Binho Santa Inés), e Natércia Costa Brandão, que cumprem pena no Presídio de Itabuna.

Foragido do mesmo presídio, onde cumpria pena em regime semi- aberto, Fábio dos Santos Passidônio (Binho Passidônio) foi capturado na quarta (20), no subúrbio ferroviário de Salvador. Tiago Alves Nunes, o “Tiago Galego”, outro líder do tráfico no sul do estado, está com um mandado de prisão em aberto e vem sendo procurado.

A “Operação Themis”, deflagrada após três meses de investigação, resultou ainda em sete prisões em flagrante e na lavratura de um termo circunstanciado.

O secretário César Nunes destacou o êxito da operação policial no sul da Bahia, que contou com a participação de equipes da 6ª Coorpin/Itabuna, 7ª Coorpin/ Ilhéus e 23ª Coorpin/Eunápolis, e de seus respectivos coordenadores, delegados Moisés Damasceno, André Viana e Evy Paternostro, além do apoio da Superintendência de Inteligência (SI) da SSP e do Departamento de Inteligência da Polícia Civil.

“Realizamos mais uma operação articulada numa importante região do estado, combatendo sistematicamente o crime organizado”, ressaltou Nunes.

Fonte: Agência Estado e Teixeira News

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui