CURTAS E PICANTES (59)

Grandes homens

Nesta semana publicamos uma matéria no nosso site, falando sobre os grandes homens da história da humanidade, com o objetivo de servir de exemplo para os que ocupam o poder, principalmente para os da nossa região. Não somente os exemplos dos grandes feitos, mas, também, para mostrar a transitoriedade do poder, devido as mais diversas causas que aconteceram, desde morte natural prematura, como a de Alexandre Magno, como vítimas de assassinato, como foi o caso de Júlio César, o imperador do grandioso Império Romano. Todos eles foram considerados verdadeiros semideuses, no entanto, sucumbiram por causas inesperadas.

Avaliação do governo

A avaliação do governo de Temóteo Brito está melhorando de forma significativa, isso é visível quando se visita os bairros que receberam infraestrutura, como drenagem, esgoto sanitário, água tratada, e, por último, o asfalto que o prefeito está executando em diversos bairros. Além dos locais que foram asfaltados, os moradores de outros bairros estão confiantes que os benefícios irão chegar, é o que mostra a pesquisa. Depois de seis meses de administração, o grau de tolerância da população ainda estava alto, mas, no 9º mês, outra pesquisa já mostrava uma cobrança maior. Agora, ao completar um ano de gestão, a pesquisa mostra que o nível de confiança cresceu de forma significativa. Aguardem matéria.

Liderança política

Temóteo já foi, e até hoje é considerado a maior liderança política do extremo sul da Bahia, principalmente depois da queda de Robério Oliveira. Já foi eleito prefeito de Teixeira três vezes e duas deputado. Destacou-se por ter realizado grandes obras que foram os pilares do desenvolvimento da cidade, antes mesmo de ter sido prefeito, e tem a marca de homem trabalhador e determinado. Temóteo antes de ser prefeito era um líder ruralista bem sucedido e, como presidente da Coopmista, fez o parque de exposição, que foi decisivo para alavancar o agronegócio, que é responsável por 52% do PIB de Teixeira e é um grande gerador de empregos.

Lava jato na Bahia

O ex-governador Jacques Wagner (PT) e o atual vice-governador João Leão (PP) são investigados pelo MPF na Operação Lava Jato. Wagner teria recebido 12 milhões de dólares não declarados à Justiça Eleitoral na campanha de reeleição de governador em 2010. Segundo a denúncia, em troca do financiamento ilegal, ele teria concedido benefícios fiscais no pagamento de ICMS em favor da Odebrecht. A acusação consta em depoimentos dos delatores Carlos José Fadigas de Souza Filho e Marcelo Odebrecht. Já Leão foi acusado de ter recebido caixa 2 de R$ 100 mil reais na campanha de deputado federal em 2010. A denúncia foi feita pelos delatores José de Carvalho Filho e Luiz Eduardo da Rocha.

Palanque político

Os que se posicionaram contra o reordenamento escolar em Teixeira estão tentando fazer um palanque político e defendem melhorias na qualidade do ensino. Ocorre que esse é o maior objetivo da Secretaria de Educação, e, para isso acontecer, é preciso ter recursos para reformar as escolas e construir novas salas de aulas. Segundo os ex-secretários de Educação dos últimos governos, que também defendem o reordenamento – que deveria ter sido feito desde 2008, quando foi estabelecido o plano de carreira –,por ser uma medida antipopular, nenhum dos prefeitos quis bancar o desgaste político.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui