Cuidado com o ego!

“Quando me senti seguro, disse: ‘Jamais serei abalado!’ Senhor, com o teu favor, deste-me firmeza e estabilidade; mas, quando escondeste a tua face, fiquei aterrorizado. A ti, Senhor, clamei, ao Senhor pedi misericórdia” (Salmos 30.6-8)

Quando tudo vai bem, quando o vento sopra a nosso favor, corremos o risco de cair numa grande ilusão. Não me refiro à ideia de que as coisas não mudarão, de que tudo continuará a nos favorecer, embora também seja um risco. Refiro-me a algo mais grave: pensar que tudo está assim porque somos demais, porque sabemos como fazer as coisas, porque somos realmente bons e merecedores. Eis um lugar que devemos evitar, uma ideia que devemos combater em nós mesmo.

Quando achamos que temos o controle da situação podemos perder de vista a misericórdia de Deus. Nos tornamos simplistas diante da vida e temos a tendência de julgar a dor dos outros como resultado da incompetência deles. Afinal, achamos que sabemos tudo sobre como fazer a vida dar certo! Quando nos tornamos prepotentes, olhamos para vida do nosso próprio jeito e perdemos de vista o modo como Deus deseja que olhemos. Nos iludimos, nos equivocamos. E dominados pela presunção, nos tornamos presas fáceis para sermos dominados pelo Maligno.

O salmista cometeu esse erro, mas Deus foi bondoso e escondeu dele Sua face, deixando-o sozinho por um pouco para que acordasse, caísse em si. Foi o bastante. Ele entendeu seu desvio, percebeu o engano que o estava dominando. Então o Senhor mais uma vez foi misericordioso e a vida voltou ao eixo. Devemos ter cuidado com nosso ego. Ele nos faz ouvir vozes que não existem e confiar com mentiras como se fossem verdades. Somos fruto da misericórdia de Deus e seremos sábios diante da vida se não perdermos isto de vista. Sejamos humildes diante de Deus, da vida e das pessoas.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui