Criança que foi raptada em Itamaraju estava em poder de pedófilo em Guaratinga

A ocorrência policial dando conta do sumiço do menino foi feita pela mãe do menor, Edna Rocha de Jesus, 27 anos de idade, que comunicou ao plantão policial que um homem de estatura mediana, cor branca, cabelos louros, apresentou-se na casa de sua mãe, dona Luzia de Jesus Rocha, na quinta-feira do último dia 11 de março, alegando ser o tio de um menino que a mesma cria desde pequeno.

O menor, de apenas 10 anos de idade, estava estudando em uma escola municipal no Bairro Várzea Alegre, e sua mãe disse que apesar de separada do pai biológico da criança, que mora na cidade de Eunápolis, não acreditava na possibilidade do rapto por parte dele.

O delegado Gean Nascimento, titular da Polícia Civil de Itamaraju, determinou a abertura de inquérito policial e a equipe do investigador Felipe Mendes começou a investigar o fato.

Durante as investigações a Policia Civil de Itamaraju recebeu uma denuncia anônima dando conta de que um homem estava supostamente morando com um menor numa propriedade rural. Na tarde da última terça-feira (30), os investigadores José Ricardo e Oderlã do Espírito Santos, dando prosseguimento às investigações, estiveram na Fazenda Lage Grande, próxima a um assentamento de reforma agrária no município de Guaratinga, e prenderam o lavrador José Pereira Santos, de 54 anos.

Em depoimento à Polícia Civil de Itamaraju, o homem assumiu que pediu a uma pessoa para ir buscar o menino na casa da avó do mesmo e, posteriormente, levou a criança para esta propriedade rural localizada no município de Guaratinga.

O Conselho Tutelar de Itamaraju, que acompanha o caso, ouviu relatos tristes do menino, que contou com detalhes sobre as mais variadas formas como foi abusado. Informações dão conta de que o lavrador já esteve envolvido em mais três casos desta natureza.

Um fato curioso e que revoltou ainda mais os conselheiros tutelares, é que a criança anotava num pequeno caderno todas as vezes que fora abusada pelo lavrador. O menor disse ainda que sofria maus tratos.

O pedófilo José Pereira Santos, de 54 anos de idade, está preso no Complexo Policial de Itamaraju à disposição da justiça criminal.

Fonte: Ronildo Brito e Lênio Cidreira / Teixeira News

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui