Feira de Santana: Criança internada há mais de 40 dias com hidrocefalia pode morrer por falta de atendimento

alt

Foto: Acorda Cidade

Uma situação que vem se estendendo causa indignação aos moradores de Feira de Santana. Há 42 dias um recém-nascido com hidrocefalia (que é causada pelo acúmulo anormal de líquido no crânio, que aumenta a pressão e provoca o aumento do cérebro) está internado na UTI do Hospital da Mulher em Feira de Santana. O bebê aguarda transferência para uma unidade mais capacitada para fazer o atendimento,  que consta em 3 tipos de cirurgia. Depois de mais de 40 dias, os familiares da criança acionaram o Ministério Público da Bahia, mas não houve resposta por parte do órgão até o momento. O bebê sofre de outros males, juntamente com a hidrocefalia: nasceu com lábios leporinos e fenda palatina, além de fissura labial e abertura no céu da boca. A alimentação do recém-nascido é feita através de sonda e os médicos do hospital alertam para a dificuldade em aplicar medicação nele, por não haver mais acesso para as veias. Os médicos relatam ainda que mais de 30 relatórios já foram encaminhados para a Central de Regulação da Secretaria Estadual da Saúde, mas o caso segue sem solução.

Da Redação

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui