“Condições climáticas” será tema de palestra na 12º Festa do Café Conilon de Itabela

blank
As condições do clima podem indicar a qualidade da safra de café. Imagens: Ascom/Divulgação

De acordo com dados divulgados pelo Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), o Brasil exportou mais de 30 milhões de sacas de café no período de julho de 2017 a junho deste ano. Números expressivos na receita do país e de grande relevância para o agronegócio. Muito além do objetivo em produzir uma safra recorde, a qualidade do grão conta com uma série de indicadores para alcançar um bom resultado que estão diretamente ligados às condições climáticas.

A Festa do Café do Conilon de Itabela, evento que está em sua 12ª edição, sempre priorizou momentos que proporcionem conhecimento técnico e troca de experiências sobre o setor. Esse foi um dos motivadores para definição de temas e palestrantes desta edição. O ciclo de palestras da Festa do Café começará no sábado, 25 de agosto, às 9 da manhã, no Rotary Clube, com a palestra “Diagnóstico e Tendências do Clima para os Próximos 10 anos”, ministrada por Luiz Carlos Molion. Físico, Phd em meteorologia e pesquisador aposentado do Instituto de Pesquisas Espaceias (Inpe), Luiz Carlos apresentará informações que indicam um resfriamento do clima na próxima década e os possíveis impactos na produção de alimentos. A palestra é uma oportunidade em debater a temática com os produtores de café da região e antecipar a criação de alternativas para enfrentar as tendências climáticas e possíveis impactos na produção.

Está é a segunda vez que Molion ministra palestra na Festa do Café de Itabela. O professor é conhecido nacionalmente por apresentar novas perspectivas sobre o clima e suas relações com o homem e a produção de alimentos. Para o professor, o planeta vive ciclos de aquecimento e resfriamento e esse processo sempre existiu, sem referência com a produção de gás carbônio ou ação humana.

De acordo com o presidente do Sindicato do Produtores Rurais de Itabela, Gilberto Borlini, os temas desta edição foram definidos conforme as principais dificuldades que os produtores enfrentam. Além dos produtores de café de Itabela, Borlini também espera a participação de produtores de outras culturas na região. “A Festa do Café gera oportunidade de conhecimento para o agricultor e fortalecimento do agronegócio da nossa região. Contamos com a presença dos agricultores da região em todas as palestras, ” disse Gilberto Borlini.

blank
O palestrante Luiz Carlos Molion

Serviço: As inscrições das palestras da 12ª Festa do Café Conilon de Itabela são gratuitas e serão realizada no Rotary Clube.

Palestras 25/08

09:30 – “Diagnóstico e Tendências do Clima para os Próximos 10 anos”- Luiz Carlos Molion (professor e meteorologista) 
10:30 –  
“Tecnologias sustentáveis para altas produtividades de café Conilon” – Abraão Verdim (Engenheiro Agrônomo), Paulo Volpi (Tecnologia Agrônoma) e André Manzoli Covre (Engenheiro Agrônomo).

13:30 – “Desafios  da Cafeicultura Brasileira” – Eduardo Heron (Diretor Técnico do Cecafé)

Festa do Café

A Festa do Café acontecerá entre os dias 24 e 26 de agosto, no Rotary Clube de Itabela. Em sua 12ª edição, a festa está consolidada na região como uma oportunidade de negócios, estudo e valorização do trabalho dos produtores de café da região. O evento é uma realização do Sindicato dos Produtores Rurais de Itabela e conta com o apoio do Serviço de Nacional de Aprendizagem (SENAR), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (FAEB) e prefeitura de Itabela.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui