Com problemas de leitura

“Certa ocasião, um perito na lei levantou-se para pôr Jesus à prova e lhe perguntou: Mestre, o que preciso fazer para herdar a vida eterna? O que está escrito na Lei?, respondeu Jesus. Como você a lê?” (Lucas 10.25-26)

Os Evangelhos nos colocam diante de vários diálogos de Jesus. Cada um deles muito especial e revelador. Ainda que fosse com um interlocutor confuso ou mesmo mal intencionado, como era o caso do perito da lei do texto de Lucas, Jesus tornava o diálogo revelação especial para conhecermos o Evangelho. Quando lemos as Escrituras temos a oportunidade de melhorar nossa compreensão da espiritualidade que devemos viver, da vontade de Deus para nós. E diante do assunto levantado por perito da Lei, este texto do capítulo 10 do Evangelho de Lucas revela-se um dos especiais. “O que preciso fazer para herdar a vida eterna?” Diante dessa pergunta é preciso parar, calar-se e dedicar atenção à resposta. Especialmente porque é dada por Jesus. Como um verdadeiro mestre, Jesus caminha com seu interlocutor. Elege o campo de conhecimento dele, a Lei, e pergunta: “O que está escrito na Lei?” E acrescenta: “Como você a lê?”

Como cristãos, nosso texto de referência é a Bíblia, que contem a Lei conhecida pelo perito que conversou com Jesus e os demais textos certamente conhecidos por ele: os escritos e as profecias; e mais os Evangelhos, as cartas apostólicas e os livros que formam o conjunto de escritos do Novo Testamento. A pergunta feita a Jesus nos interessa e pode ser compreendida, entre outras, da seguinte forma: como devo viver para agradar a Deus e ser acolhido por Ele? Tornando moderna essa pergunta: como deve ser a vida de quem se diz filho de Deus? Antes de responder, Jesus leva o homem a perceber que a resposta tem estado próxima a ele o tempo todo. Está na Lei que ele tanto conhecia. As Escrituras têm respostas para nós, assim como a Lei tinha para ele. Mas, como para ele, para nós importa grandemente o modo como a lemos. “Como você a lê?”, perguntou Jesus. Como temos lido as Escrituras? Com que olhos e com que pressupostos?

Parece, pelas evidências que produzimos, que temos lido mal. Somos tantas igrejas, tantos pastores, tantos cristãos, e lendo a mesma Bíblia seguimos caminhos diferentes e algumas (talvez muitas) vezes, opostos, contraditórios. Citamos as Escrituras uns contra os outros e anunciamos mensagens que, comparadas, parecem ter sido inspiradas por livros diferentes e não na mesma Bíblia. Mas a pior evidência que produzimos é o nosso comportamento. Nem sempre quem adora no templo se comporta fora dele de modo digno, compatível com o que declara e canta no templo. As pesquisas indicam que somos a maioria (a maioria esmagadora dos brasileiros e brasileiras declara-se cristã), mais o país tem índices vergonhosos de violência e corrupção. Nossa leitura da Bíblia não vai bem, para dizer o mínimo. Como você tem lido as Escrituras? Como essa leitura tem afetado sua vida? Tem afetado? Ore sobre isso hoje. Reflita. Como disse Beto Guedes em sua poesia, “a lição sabemos de cor, só nos resta aprender”. Pelo tipo de vida que vivemos, como alguém que nos vê imaginaria ser a nossa fé?

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui