Coelba e SEC realizam ações socioeducativas e de eficiência energética para as escolas baianas

Neoenergia Coelba e SEC realizam ações socioeducativas e de eficiência energética para as escolas baianas. Foto: Ascom

A Neoenergia Coelba e  Secretaria da Educação do Estado (SEC) assinaram, nesta semana, um termo de cooperação técnica com o objetivo de potencializar ações socioeducativas nas escolas baianas. A parceria busca contribuir para que os estudantes e a comunidade escolar compreendam a energia elétrica como um bem coletivo, incentivando a mudança de hábitos que reflitam no seu uso racional e eficiente, impactando na redução do consumo e na preservação dos recursos naturais.

A iniciativa tem como objetivo consolidar o tema de eficiência por meio de  projetos educacionais, abordando questões como o desperdício de energia elétrica; e atuando na formação técnica profissional, além do desenvolvimento do ideário de escolas e espaços educadores sustentáveis. O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, destacou a importância da parceria que busca ampliar a aprendizagem dos estudantes. “Como parte desta construção de um currículo escolar mais dinâmico, que passa pela iniciativa do governo do Estado em ampliar o número de escolas de Tempo Integral na rede estadual, buscamos trazer um tema fundamental neste momento. Queremos estimular o estudante a pensar sobre a eficiência energética como um cidadão consciente e uma área de atuação profissional. Por isso, o desenvolvimento de ações com a Neoenergia Coelba, que possui know-how com o tema, vai trazer uma qualificação ainda maior nas escolas”.

O diretor-presidente da Neoenergia Coelba, Luiz Antonio Ciarlini, também falou sobre os desdobramentos desta parceria. “Temos um conjunto de iniciativas com potencial enorme relacionado à preservação da natureza e à redução das desigualdades sociais, incluindo educação no uso eficiente e seguro de energia para alunos; formação de professores; ações estruturais em prédios com troca de lâmpadas nas escolas e a instalação de sistemas solares fotovoltaicos; formação profissional para eletricistas; e formação para pessoas com deficiência.

As atividades serão desenvolvidas em sete projetos: “Festival tô ligado na energia” – ação no formato de gincana, voltada para o público adolescente, que será uma oportunidade de falar com os jovens e também escutá-los, através de produções artísticas variadas; “Aulas de energia” – visita a espaços educativos para aulas lúdicas, interativas e criativas; “Formação para professores” – formar educadores para integrar o conteúdo de eficiência energética ao currículo escolar, conforme diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC); “Energia com cidadania” – voltada aos estudantes e comunidade escolar, com palestras sobre o uso eficiente e seguro da energia elétrica e troca de lâmpadas nas escolas e residências; “Energia solar fotovoltaica” – instalação nas escolas de sistemas solares fotovoltaicos que convertem a irradiação solar em energia elétrica; “Escola de eletricistas” – projeto de qualificação profissional gratuito para homens e mulheres; e “Escola para PCD” – projeto gratuito que visa o desenvolvimento de pessoas (homens e mulheres) com deficiência para o mercado de trabalho, proporcionando uma educação de qualidade e inclusiva.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui