Coaraci: Idoso é mantido algemado dentro de hospital há dois meses

A situação vivida por um idoso de 76 anos de idade comoveu várias pessoas que começam a se mobilizar em busca de uma solução para o caso de Ademário Alves Santos, morador de Coaraci. Ele está internado e preso à uma algema numa unidade hospitalar da cidade há cerca de dois meses. De acordo com uma sobrinha do idoso, ele foi preso, em dezembro do ano passado, após esfaquear três pessoas, incluindo um advogado, dentro de um ônibus que fazia a linha Coarací-Itabuna.

O trabalhador rural teria sofrido um surto psicótico e alegava que estava sendo perseguido. Ademário foi encaminhado para o complexo policial de Almadina onde ficou custodiado. “A polícia me disse que quando ele estava preso, agredia os outros detentos e não se alimentava, por isso ficou debilitado e foi levado para o Hospital Geral de Coaraci”, contou Anderleia Jesus dos Santos, de 32 anos. Ademário permanece preso numa cama do hospital, e não é acompanhado por nenhum policial, exceto quando precisa ir ao banheiro, duas vezes por dia. “Ele fica limitado apenas à cama, e às vezes faz as necessidades fisiológicas na fralda”, revelou Anderleia.

A sobrinha do idoso disse que a justiça já determinou que ele fosse transferido para uma penitenciária em Salvador, mas até o momento, nenhuma atitude foi tomada pelos órgãos responsáveis. “A situação é tão desumana que até as enfermeiras choram. Nós queremos que ele seja tratado num hospital especializado, pois ele não está bem da cabeça. Meu tio vinha sofrendo de depressão desde que o patrão dele faliu e não teve como pagar os tempos dele. Foi ai que tudo começou”, completou a jovem em entrevista ao Giro em Ipiaú. A família espera que algum representante dos Direitos Humanos se compadeça do caso e ajudem o homem de 76 anos de idade.

 
Fonte: Giro em Ipiaú

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui