CNJ inspeciona TJ-BA após operação que terminou com prisão de magistrados

Sede do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), em Salvador — Foto: Alan Oliveira/G1
Sede do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), em Salvador — Foto: Alan Oliveira/G1

O Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA) começou nesta segunda-feira (9) uma inspeção para analisar o funcionamento dos setores judiciais e administrativo da Justiça comum da instituição. A verificação é feita após a prisão de uma desembargadora, um juiz, quatro advogados e o afastamento de outros quatro magistrados.

A inspeção será feita pela Corregedoria Nacional de Justiça (CNJ) e segue até a sexta-feira (13). Os trabalhos nos tribunais e prazos processuais não serão suspensos.

A verificação será feita pelos juízes Marcio Luiz Coelho de Freitas, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região; Daniel Cárnio Costa, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo; Alexandre Chini Neto, do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro; Sandra Aparecida Silvestre de Frias Torres, do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia; Miguel Ângelo Alvarenga Lopes, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região; e Jorsenildo Dourado do Nascimento, do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas.

Ainda nesta segunda, o corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, fará atendimento ao público a partir das 14h30, na sala 301-N do edifício-sede da Corte baiana. Os interessados devem se identificar na recepção do Tribunal.

Fonte: G1

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui