Cláudia Oliveira pode não assumir o mandato de deputada estadual

Primeira dama de Eunápolis pode ter praticado abuso de poder econômico
A Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE/BA) está movendo uma ação de investigação eleitoral contra a deputada eleita Cláudia Oliveira, esposa do prefeito de Eunápolis, Robério Oliveira. De acordo com o órgão, a eleição de Cláudia teria ocorrido em virtude de abuso de poder econômico, através de um suposto showmício realizado em Itamaraju.

A ação, de autoria do procurador Sidney Madruga, sustenta que a deputada eleita se beneficiou da festa de aniversário de Ivan Favarato, político de Itamaraju, para obter votos no município próximo de Eunápolis.

A PRE pleiteia a inegibilidade de Cláudia Oliveira por oito anos, mais a cassação do registro da sua candidatura.

Sites noticiosos da região divulgaram evento animado por trio-elétrico e bandas musicais de sucesso, onde teriam sido propagadas mensagens eleitoreiras em prol da primeira dama.

Segundo Sidney Madruga, “evidenciou-se, então, o abuso do poder econômico que beneficiou, no particular, a deputada em detrimento dos demais candidatos”, destacou.

A deputada eleita teria ainda usado bottons de sua campanha em sua vestimenta e nas de seus correligionários, tendo também distribuído cartazes com a frase: “Robério apóia, o povo confia. Cláudia Oliveira deputada estadual 70456”.

Para o procurador, o real objetivo do evento foi o de promover um “showmício”, o que é vedado pela legislação eleitoral.

O marido da candidata, o prefeito Robério Oliveira, participou da festa, acompanhado por lideranças políticas, empresários, servidores públicos e profissionais de imprensa.

Ação de cassação interessaria a deputado adversário

O jornal O Sollo entrou em contato com o assessor de comunicação da Prefeitura de Eunápolis, Willy Hafner. Para o assessor, o prefeito e sua esposa agora são “vidraças”. Segundo ele, um deputado estadual estaria por trás da tentativa de cassação do mandato de Cláudia. “Ele também esteve presente no referido aniversário. Cláudia participou do evento como convidada, assim como outros políticos, e lá tinha, sim, alguns partidários que estavam portando material de campanha. Estamos confiantes de que essa ação não irá prosperar, porque acreditamos que não passa de intriga da oposição”, disse o assessor.

*Com informações do site Rede Imprensa Livre

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui