Canavieiras: Canoagem e stand up paddle agitam rios Pardo e Cipó

Com a finalidade de integrar as três cidades banhadas pelo Rio Pardo através do esporte, o secretário de Turismo e Esportes de Canavieiras, Fernando Volpi, está organizando uma expedição com a utilização de caiaques e stand up paddle. O evento será realizado no dia 21 de dezembro e tem como ponto de partida, na primeira fase, a Fazenda Jacarandá, em Santa Luzia. A promoção esportiva é uma das ações do Projeto Verão, realizado pela Prefeitura de Canavieiras e conta com o apoio de Max do Carmo e de Magda Loureiro.

Uma caravana coordenada por Fernando Volpi já percorreu diversos trechos desses rios – de Canavieiras, Mascote e Santa Luzia – em barco motorizado, no sentido de verificar a viabilidade do projeto, considerado próprio e viável para a prática esportiva. “Além dos aspectos técnicos, também observamos a paisagem deslumbrante nas margens dos rios, que lembra os bons tempos da navegação comercial entre os municípios banhados pelo Pardo”, ressalta Volpi.

O projeto ganhou o apoio dos moradores ribeirinhos, que demonstraram ser simpáticos e receptivos, o que proporcionará vários pontos de apoio no percurso, nas paradas para os lanches levados pelos participantes. A recomendação da organização do evento é que sejam ingeridos, prioritariamente, frutas e repositores de sais minerais.

A expedição também tem o propósito de movimentar o circuito das águas na temporada durante a temporada de verão, ao mesmo tempo em que resgata os esportes aquáticos nesses três municípios. “Nossa intenção é fazer com que se desenvolva esse tipo esporte – sem o ruído de motores – com exceção da lancha de apoio, daí não permitirmos a participação de jet-ski”, informa Volpi.

Numa segunda fase – 15 dias após – uma nova expedição será realizada com o objetivo de descer de Mascote a Santa Luzia, e de Mascote a Canavieiras. O município de Una participará das expedições, com representantes na canoagem. Ouvidos pelo secretário Volpi, especialistas em canoagem, confirmaram a segurança do percurso, e recomendaram a adoção de medidas necessárias, pois existem trechos com profundidade de até cinco metros.

Segundo Volpi, serão utilizados caiaques com capacidade para duas e a expedição é esportiva e não competitiva. “Portanto, não há pressa de chegar ao Sitio Histórico em Canavieiras. O mais importante é curtir o Rio Pardo e a natureza em redor”, recomenda. Maiores informações podem ser obtidas na Secretaria de Turismo, com Ana Cristina, Rouflan e Fernando Volpi.

 

 

 

Fonte: Ascom da prefeitura

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui