Cachorros podem usar campo magnético da Terra para se orientar

Separados por 100m de distância, cachorros que exploraram rotas alternativas tiveram mais sucesso em achar seus donos. Foto: Unsplash

O faro apurado, a audição sensível e boa visão dos cachorros são características reconhecidas pelo mundo. Contudo, estudos recentes apontam que os cães possuem outra incrível habilidade: a sensibilidade a campos magnéticos.

A pesquisa aponta que os cachorros utilizam-se de “bússolas internas” para calcular atalhos em terrenos desconhecidos. Segundo Catherine Lohmann, uma das pesquisadoras do estudo, a descoberta é inédita em cães.

Durante três anos, Lohmann e a pesquisadora Eva Benediktová monitoraram o caminho de cachorros em 233 viagens. Em 170 jornadas, os animais – separados de seus donos – pararam durante o trajeto, realizando uma pequena excursão de 20 metros pelo eixo Norte-Sul. Segundo os autores da pesquisa, os caninos que exploraram rotas alternativas conseguiram encontrar mais facilmente seus proprietários.

Para Lohmann, a explicação é que os cães utilizam a sensibilidade dos campos magnéticos para encontrar o caminho mais assertivo até o destino final.

Pesquisas mais antigas já levantavam a hipótese da percepção do campo magnético da Terra pelos cachorros. Em 2013, a ecologista sensorial Hynek Burda evidenciou que os cães tendem a urinar e defecar sob orientação do eixo Norte-Sul.

Por conta da marcação de território, o alinhamento auxilia os cães nas suas localizações em relação a outros pontos.

Via: Slashdot

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui