Cabrália: índios da Aldeia Mata Medonha ocupam prefeitura pedindo transporte escolar

índios da Aldeia Mata Medonha ocupam prefeitura pedindo transporte escolar. Fotos OSollo

Na manhã de quarta-feira, 4 de julho, o cacique Kedxure Pataxó, da Aldeia Mata Medonha, em Santa Cruz Cabrália, e integrantes de sua tribo, realizaram um protesto na Prefeitura de Santa Cruz Cabrália pedindo reforma de escolas, transporte escolar, iluminação pública, dentre outras coisas.

 

“Estou aqui com a comunidade pra revindicar a situação da estrada sentido nossa aldeia, em que nem animal dá para passar, e o transporte escolar – três meses que os alunos estão sem transporte, estão perdendo aula, e várias outras demandas em saúde e educação”, disse o cacique.

Os estudantes estão há 3 meses sem transporte escolar

Segundo o cacique, embora sempre tenham reuniões com o prefeito, as melhorias solicitadas não têm chegado até sua aldeia. “Estamos cansados. A comunidade não aguenta mais. Os estudantes que estudam na cidade, longe 12km da aldeia, estão sem transportes. Aproximadamente 30 estudantes que fazem o ensino médio em Santo Antônio,  pois na aldeia não tem ensino médio”.

Em contato com o cacique na manhã desta quinta-feira, 5 de julho, o jornalismo d’OSollo foi informado que ontem, às 17h, foram recebidos pelo prefeito Agnelo Santos, o qual prometeu até o meio-dia de hoje resolver o problema da falta de transporte para os 30 alunos da aldeia que estudam à noite, ensino médio, em Santo Antônio, distrito de Cabrália;  o cacique Pataxó acredita que ainda hoje os discentes poderão ir à aula.

Além disso, Agnelo garantiu que irá, com uma equipe de secretários, visitar a aldeia para ver de perto as  necessidades do local e, então, providenciar melhorias. No entanto, o chefe da tribo Pataxó contou que eles permanecem na frente da prefeitura, pois, aguardam o gestor, neste momento, em reunião, sair rumo à aldeia Mata Medonha, para, assim, os índios o acompanhar e ter a certeza do cumprimento das promessas.

 

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui