“Barraca da Confiança” – das margens da BR-101, na BA, exemplo de fé no ser humano ganhou o Brasil

Barraca fica às margens da BBR-101, entre Itabuna e Buerarema. Fotos: reprodução

“Não há mais gente honesta” – quem nunca ouviu essa frase por aí? Dona Iraildes Oliveira, agricultora que divide com seus irmãos os trabalhos na terrinha da família às margens da BR-101, entre Itabuna e Buerarema, na Bahia, pode até pode já ter escutado, mas, talvez, nunca tenha dito. Certeza mesmo é que ela discorda de tal afirmação.

Dona Iraildes

Prova disso é que, abraçando a ideia de seu filho, dona Iraildes montou a ‘Barraca da Confiança’, localizada há alguns metros da sua propriedade rural. A barraca na beira da BR-101 ficou conhecida essa semana, após um agente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) publicar um vídeo em suas redes sociais onde mostra a iniciativa da comerciante baiana, que aposta na confiança dos motoristas.

No vídeo, é possível notar a barraca não tem nenhum vendedor para fiscalizar os produtos e atender os clientes. No entanto, a iniciativa visa estimular a confiança entre comerciante e cliente, através da boa-fé das pessoas. No local, a pessoa chega, escolhe a compra, paga, pega o produto e sai; é possível até pegar o troco. Tudo isso sozinho, tendo apenas sua consciência como fiscal.

“Que o povo brasileiro é um povo de muita fé, acredito que ninguém tenha dúvida. Mas, eu nunca achei que aqui na nossa região, na BR-101, no estado da Bahia, entre os municípios de Itabuna e Buerarema, eu iria encontrar um exemplo tão grande disso. A única vigilância é Deus. E aqui tem tudo”, diz o policial no vídeo, explicando que no local há itens como bananas, polpa de frutas e até muda de plantas.

O agente conversou com dona Iraildes e, hoje, a ‘Barraca da Confiança’, além de mais compradores, que elogiam a ação, tem, também, seguidores, pois o filho da agricultora criou uma página no Instagram para contar a história da barraca e apresentar seus produtos. Teve até rede de TV indo ao local fazer matéria! Um sucesso merecido, pois a barraca fomenta não só o empreendedorismo e a valorização do campo, ela, antes de tudo, desperta o melhor de nós.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui