Bahia prepara antigo hotel e reserva hospital para pacientes com coronavírus

Hospital Geral Ernesto Simões será exclusivo para pacientes com Covid-19. Fotos: Ascom

A partir desta segunda-feira (23), o Hospital Geral Ernesto Simões Filho (HGESF) atenderá exclusivamente pacientes que necessitem de internação com diagnóstico positivo para o coronavírus (Covid-19).

Esta é uma medida de preparação da rede estadual para absorver o eventual crescimento de casos graves.

Neste cenário, o HGESF não atenderá casos de urgência e emergência, apenas pacientes regulados.

A população que necessite de atendimento de urgência e emergência deve se dirigir a outras unidades, tais como a UPA de San Martin, UPA de São Caetano, Unidade de Emergência do Curuzu e 16º Centro de Saúde – Maria Conceição Imbassahy.

O Hospital Geral Ernesto Simões Filho tem capacidade inicial de 164 leitos, sendo 54 de Terapia Intensiva (UTI).

A unidade será, ao lado do Instituto Couto Maia, referência terciária na assistência aos casos confirmados de infecção pelo Covid-19.

Os atuais pacientes internados estão sendo transferidos neste sábado (21) e domingo (22) para unidades da rede estadual, tais como: Hospital da Mulher, Hospital Eládio Lassére, Hospital Manoel Victorino, Hospital Carvalho Luz e Hospital Geral Roberto Santos.

Novos leitos

Dentro de uma semana, o Governo do Estado abrirá 140 novos leitos para atender pacientes de baixa complexidade e que necessitem de cuidados prolongados.

Governo do Estado utilizará Fazendão e antigo hotel Riverside para abrir 140 novos leitos

As duas unidades estão localizadas em Lauro de Freitas, sendo uma delas o Centro de Treinamento Osório Villa Boas (Fazendão), que pertence ao Esporte Clube Bahia, e a outra é o antigo hotel Riverside, que foi adquirido pelo estado em 2019.

De acordo com o secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, “estamos fazendo todas as adaptações emergenciais no antigo hotel Riverside, bem como ajustes no Fazendão, inclusive, com a colocação de camas hospitalares, postos de enfermagem, farmácias satélites, a fim de iniciar as transferências de pacientes dos hospitais daqui a sete dias”, destaca o secretário.

A expectativa é que o Fazendão abrigue cerca de 40 leitos, enquanto o antigo hotel Riverside tenha 100 leitos.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui