Arquipélago de Abrolhos reúne mutirão em prol da limpeza das praias

Foto: divulgação
Instituto Baleia Jubarte, Patrulha Ecológica – Escola da Vida, ICMBio-Caravelas e Organização Sócio-Ambiental Jogue Limpo se reúnem para estudar o impacto da ação humana no Parque Nacional Marinho dos Abrolhos

O Parque Nacional Marinho dos Abrolhos é um arquipélago formado por cinco ilhas de origem vulcânica, localizado a 32 milhas náuticas da cidade de Caravelas (BA). O local é também o maior berço reprodutivo das baleias jubarte em todo o Atlântico sul Ocidental, e um dos destinos de ecoturismo mais ricos em biodiversidade do Brasil e do mundo. E é para garantir vida longa a esta unidade de conservação e para chamar a atenção das comunidades próximas e da sociedade em geral para sua importância e riqueza natural, que no próximo domingo, dia 24 de outubro, será realizado um mutirão de limpeza, coleta e pesagem dos resíduos sólidos que chegam ao arquipélago provenientes, em sua maioria, de descartes no oceano.

De acordo com o geógrafo e educador ambiental do Instituto Baleia Jubarte e Patrulha Ecológica, Kid Aguiar, ao contrário do que muitos possam imaginar, a região tem se tornado, apesar do difícil acesso, alvo de resíduos. “O arquipélago recebe resíduos que chegam pelo mar, oriundos de embarcações de diferentes procedências que navegam pelo Banco de Abrolhos. Isso sem dizer do lixo que o oceano carrega, vindo de outras áreas”, afirma.

Coordenam e participam dessa ação o Instituto Baleia Jubarte, o Patrulha Ecológica – Escola da Vida, a Organização Sócio-Ambiental Jogue Limpo e o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, com apoio da Marinha do Brasil, da Agência Horizonte Aberto Catamarã, ZM Embalagens – Sacos de Lixo Oxi-biodegradáveis e ECOMAR.

A proposta da iniciativa é fazer um diagnóstico da região, para que seja possível analisar o tipo de lixo mais comum, avaliar os processos dinâmicos do ambiente, o impacto da presença humana nas ilhas e os efeitos cumulativos relacionados às mais variadas ações humanas estimuladas pela visitação ao arquipélago.

O Parque Nacional Marinho dos Abrolhos

O Parque foi criado com a finalidade de preservar atributos excepcionais da natureza, conciliando a proteção integral da flora e fauna com a utilização para fins educacionais, recreativos e científicos, de acordo com normas estabelecidas pelo ICMBio. No total, são cinco ilhas de formações rochosas: Ilha de Santa Bárbara, Siriba (à direita), Redonda, Sueste e Guarita. A formação coralina de Abrolhos, chamada de “chapeirão” é única no mundo.

Fonte: Instituto Baleia Jubarte

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui