Arqueólogos localizam 40 sepulturas de dinastias faraônicas

alt

Uma missão de arqueólogos suecos encontrou, na região das montanhas Al Silsila, no Egito, um conjunto de 40 sepulturas com ossadas que datam do período da 18ª dinastia faraônica (1295-1186 a.C.), a qual pertencem alguns dos faraós mais conhecidos, como Tutankamon, Akenaton, Tutmosis I e Hatshepsut. Segundo informações da Agência Lusa, o diretor do departamento de Egiptologia do Ministério das Antiguidades, Mohamed Afifi, ressaltou a importância da descoberta, que incluem ossadas de homens, mulheres e crianças de diversas idades. “Sem ter em conta a quem pertencem, esta descoberta revela a presença de atividade humana nesta zona”, destacou Afifi, em entrevista à agência EFE. Ele acrescentou que a identidade das ossadas deve ser rapidamente determinada. As sepulturas, na margem oriental do Rio Nilo, estão esculpidas em rocha, têm passadiços escavados no solo e uma ou duas salas quadradas sem inscrições nos muros. Alguns dos passadiços começam em escadas que conduzem a uma câmara e a uma entrada principal. Os pesquisadores acreditam que há probabilidade de que as tumbas tenham sido reutilizadas durante a 19ª dinastia.

Fonte: Bahia Notícias

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui