APLB reivindica reajustes salariais

Porto Seguro – Na manhã do dia 23 de agosto, a APLB Sindicato, entidade que representa os professores, se reuniu com o prefeito de Porto Seguro, Gilberto Abade, a secretária municipal de Educação, Dilza Reis, e o procurador do município, Eduardo Ramos, na Casa da Lenha, atualmente gabinete do chefe do Executivo, para tratar das reivindicações da categoria, entre as quais reajuste salarial.

Abade teria mencionado a Lei de Responsabilidade Fiscal, alegando que se reajustasse os salários da classe agora, toda a máquina administrativa seria afetada com cortes de repasses e até afastamento do prefeito. “Quero encontrar uma forma legal para autorizar o reajuste salarial. Estou aberto quanto a essa questão e, como aqui vivemos uma gestão democrática, deixo claro também os entraves e impasses enfrentados pelo governo para um aumento ilegal”, declarou Abade.

A APLB estaria aguardando uma contraproposta do Executivo. Teria sido proposto um abono salarial como uma opção. “Abono esse que será concedido conforme a legalidade”, destacou a secretária Dilza Reis.

O Jornal O Sollo contatou a APLB, mas ainda não foi possível obter maiores esclarecimentos.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui