Advertência e recompensa

“Por elas o teu servo é advertido; há grande recompensa em obedecer-lhes.” (Salmos 19.11)

Você tem lido as Escrituras? Nelas nos vemos diante de várias expressões da vontade de Deus. Ler e meditar nas Escrituras é um importante exercício espiritual. Um cântico antigo dizia: leia a Bíblia e faça oração se quiser crescer. Ele estava falando de crescimento espiritual, ético, relacional e de muitos outros. A Bíblia dirige-se a nossa vida em muitos aspectos e não somente a respeito do que poderíamos chamar de aspectos espirituais. Nossa vida financeira está lá, o modo como lidamos com dinheiro. Há muitas advertências importantes que podem nos livrar de dores desnecessárias. Podem nos dar sabedoria de modo que aproveitaremos melhor as oportunidades, usaremos melhor os recursos, conviveremos melhor com as pessoas e enfrentaremos melhor os desafios. E, especialmente, conheceremos melhor a Deus e nutriremos comunhão com Ele.

Mas, não se trata de uma experiência do tipo “fast food”, do tipo “macarrão instantâneo” que em três minutos e mais um pacotinho do sabor preferido, e tudo está pronto. Das muitas pessoas que leem a Bíblia, nem todas caminham pelo mesmo caminho. Mas o problema está em nós e não nela. A partir dessa afirmação do salmista podemos dizer que na experiência de ler e meditar nas Escrituras seremos advertidos e recompensados. Mas, como disse, não instantaneamente. É necessário que sejamos terreno fértil. Lembra-se da Parábola do Semeador? Jesus conta e explica essa parábola. A semente é a Palavra de Deus, a mensagem do Reino. A terra é o coração humano. A semente não frutifica em todo terreno em que cai. A Palavra de Deus tem frutificado em seu coração? A mensagem do Reino tem influenciado sua vida?

Advertência e recompensa. Se não experimentamos a advertência das Escrituras talvez não experimentemos a recompensa. Se não lemos a Bíblia prontos a nos perceber, permitindo que ela julgue nossos caminhos e exponha nosso coração, não teremos coração apropriado para desfrutar a paz e alegria de que fala, pois desconheceremos os caminhos da comunhão e submissão a Deus de que tanto testemunha. Se o que buscamos nela são promessas que nos beneficiem e pouco nos interessamos pelas repreensões que nos quebrantam, sua mensagem não encontrará jamais espaço em nossa vida. Leia mais as Escrituras. Medite. Ore. Peça a intervenção do Espírito Santo. Não fique na letra apenas. A letra apenas, pode matar. Já o Espírito, Ele vivifica. Receba as advertências e celebre as recompensas. Que haja vida para você nas Escrituras.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui