Administradora do HLEM responderá por morte de bebê

Foto: Rede Imprensa Livre
A Polícia Civil de Porto Seguro concluiu o inquérito que apura a responsabilidade pelo acidente com uma maca no Hospital Luís Eduardo Magalhães, que resultou na morte do recém nascido João Henrique, por traumatismo craniano.

A administradora do hospital, Jane Pareja, responderá por homicídio culposo, uma vez que teria permitido o uso de uma mesa cirúrgica com parafusos defeituosos.

Segundo a polícia, Jane sabia dos problemas com a maca, desde 1999, e não tomou nenhuma providência.

A mesa não resistiu ao peso da parturiente Alcione Teixeira, 28 anos. O laudo revelou que o cilindro elevatório que mantém e regula a altura da mesa teve os orifícios expandidos para que dois parafusos fossem colocados.

O inquérito foi presidido pela delegada Eliana Teles.

 

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui