A melancia está verde?

O mundo dá muitas voltas mas não dá cambalhotas. Esse escriba, de volta ao batente, depois de uma santa semana em Alcobaça, encontra a comunidade teixeirense em polvorosa com a promessa do prefeito Apparecido de asfaltar a estrada que liga Santo Antônio ao asfalto da BR-101. Interessante, quando Wilsinho era secretário da Infraestrutura, o prefeito não aceitou o asfaltamento, afirmando que isso era uma manobra político eleitoral do grupo de Temóteo Brito. E agora, é manobra de qual grupo?

Respostas à redação.

PARECE QUE ESTÁ E NÃO VAI AMADURECER

Esse escriba, munido da curiosidade que faz a cabeça de qualquer repórter e colunista, procurou saber se o dinheiro a ser empregado na obra do asfalto a Santo Antônio, 2,5 mi, é suficiente. Para isso, procurou um engenheiro, profissional da área. Ele mexeu, virou, fez contas e afirmou: essa grana dá para fazer a terraplenagem e só.

Aguardemos cenas dos próximos capítulos.

SERÁ VERDADE?

Há tempos atrás, áulicos da prefeitura e o próprio prefeito afirmaram que a prefeitura estava sem dinheiro para qualquer obra. Agora, com fanfarras, aloés e alaridos mis, trombeteia-se o asfalto de Santo Antônio, sem ajuda do Governo do Estado.

E para espanto de muitos, fala-se que sem ajuda da Suzano e outras empresas da celulose.

É um espanto, mas o essencial é que a obra seja feita.

E, se nos fazemos entender, bem feita.

PORTO SEGURO

Notícias veiculadas nos principais sites da região, voltam a tratar do caso do assassinato dos dois professores da APLB em Porto Seguro. O fato é que o ex-secretário da Prefeitura de Porto, Edésio, denunciado pelo MP como suspeito de mandante do crime, viu novas sombras se abatendo sobre sua cabeça. O fato é que descobriram movimentação considerada atípica em sua conta bancária pessoal, feita quando ele estava gramando nas galés da Justiça. Foi uma movimentação de mais de um milhão de reais. O ex-secretário diz que tem como justificar a movimentação.

Porto Seguro aguarda com ansiedade as provas e as explicações e, antes de tudo, quer a punição dos culpados pela morte dos professores.

Esse é o ponto essencial.

JANEIRO DE 2012, A TRAGÉDIA

Os três prédios que desabaram no Rio de Janeiro, bem perto do Teatro Municipal, trouxeram aos olhos do mundo uma tragédia terrível. A dor das famílias esperando pela notícia de uma morte anunciada é de uma tristeza sem par e de uma brutalidade feroz. Chamou a atenção os comentários da dona do prédio maior: “Perdeu-se tudo. Era um prédio de 1930, com arquitetura “art-décor” do princípio do século”.

Versada em arquitetura e dinheiro, a dona do edifício só não é versada em solidariedade com as vítimas.

Outra coisa que mostra como o ser humano pode ter atitudes animalescas é o espetáculo de gente remexendo os escombros, revirando os bens dos que morreram na tragédia para conseguir objetos de valor.

Lamentável.

UBALDINO

A retirada da candidatura de Roberta Caires, ex-esposa de Ubaldino Jr., da disputa pela prefeitura de Porto, não causou surpresas a quem sabia da brecha legal que poderá permitir a candidatura do ex-prefeito. O prazo para a aplicação da Lei da Ficha Limpa é a tal brecha, pois o TSE vem aplicando a temporabilidade nos casos citados. O fato é que o Tribunal vem entendendo que a aplicação da Lei não pode retroceder e o caso mais prático foi a posse, no final de 2011, de Jader Barbalho. Com essa possibilidade, Ubaldino se coloca candidato, esperando-se uma dura batalha judicial.

Afirmam os entendidos que com muitas chances de vitória.

A CONTRADITA

Muitos partidários da candidatura da deputada Cláudia Oliveira em Porto analisam que a saída de Roberta Caires da disputa pela prefeitura facilita a vida da parlamentar. A análise parte do fato de que Roberta, mulher, bela e bem avaliada, seria mais fácil de ser eleita do que Ubaldino, representando velhas práticas condenadas pela população. Entendem que quando Ubaldino começar a apanhar e ter suas faltas lembradas, cairá nas intenções de voto. A análise ainda precisa ser provada na prática, pois a força de Ubaldino é incontestável, principalmente com a rejeição das contas de Abade e a verdadeira cruzada que a Rádio Porto Brasil, através de Ubaldino, vem fazendo para esclarecer o assassinato dos professores da APLB.

As pesquisas atuais mostram isso.

LEO BRITO

Na vilegiatura em que estivemos em Alcobaça, em um dia de mar calmo e sol muito, nos encontramos acidentalmente com o prefeito Leo Brito. Conversa vai, conversa vem, perguntamos a Leo sobre as contas da prefeitura, as de 2010, que tiveram parecer de reprovação pelo Tribunal de Contas dos Municípios. Leo explicou que houve uma mudança nos trâmites de entrega das contas, que era feita por um sistema e que agora é feito por outro, de nome SIGLA. Como a Prefeitura de Alcobaça ainda não implantou esse último, alguns dados não foram captados, dando-se por isso a rejeição.

Há quem acredite.

Ou não.

SERÁ O QUE PARECE?

O prefeito Leo tem uma visão bem otimista de sua avaliação na Prefeitura. Ele acha que sua aceitação é quase unânime e prevê facilidades para a reeleição. Esse escriba conversou com muita gente em Alcobaça, na semana que lá esteve. A situação não é bem essa que o prefeito pensa. Ouvimos muita crítica a respeita de saúde e educação e uma liderança forte está surgindo para o próximo pleito.

Convém descer do salto alto.

PRADO

A mesma coisa está acontecendo no Prado. O secretário Wilsinho viu acender a luz amarela na campanha da filha Mayra, com o súbito crescimento das intenções de voto do Dr. Roney filho, que, segundo as últimas consultas, dobrou. Um analista acha que a vida de Wilsinho pode se complicar por ter ele feito uma escolha pessoal e familiar.

Aguardemos.

DO FIM COM FILOSOFIA

“Não seja o bobo da corte. Faça a sua parte e descubra a si mesmo.” (Montaigne)

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui