A manutenção do poder

Conquistar o poder não é uma tarefa fácil. Muitos tentam, porém, poucos conseguem. No entanto, cada vez mais está ficando difícil se manter no poder, não somente do ponto de vista legal, mas, principalmente, devido ao nível de exigência da população. Segundo a Constituição Federal, o poder emana do povo e em seu nome deve ser exercido. Ele está tomando consciência da sua força, as manifestações que foram para as ruas impulsionadas pelas redes sociais estão fazendo os políticos recuarem e reverem o modo de agir. Ou o político muda, ou, o povo muda.

Isso é mesmo incrível

Até a filha de João Bosco está questionando o pai e perguntando se a cidade não tem prefeito, segundo palavras proferidas pelo próprio gestor em uma entrevista concedida à Rede Sul Bahia com o radialista Fernando Moulin. O fato é que o prefeito tomou gosto pela política e continua em campanha, aonde tem um palanque se faz presente. Continua fazendo discurso para seus asseclas aplaudir pessoalmente e cercá-lo de elogios. Enquanto isso, os teixeirenses têm pressa e querem resposta para os serviços essenciais, mas a administração não anda, está presa nas reuniões intermináveis e no planejamento que não sai do papel.

Pesquisa em Alcobaça

Pesquisa realizada em Alcobaça, no mês de junho, mostra que o governo de Bernardo Olívio está entrando num desgaste muito rápido, sendo que o índice de reprovação do seu governo está bem acima do de aprovação, principalmente nos dois itens mais críticos: saúde e segurança pública. Na saúde, apenas 20% aprovam, enquanto 45% reprovam. Na área de segurança a situação é mais crítica ainda – apenas 9% acham que está bom, enquanto 65% reprovam. Como a gestão de Bernardo Olívio não está decolando, não só na área social , mas também em infraestrutura, o nome de Léo Brito vem sendo lembrado constantemente como um prefeito realizador.

Jaques Wagner se movimenta

O governador da Bahia está se movimentando para tentar ainda fazer o sucessor, tendo em vista que o PT vem se desgastando muito rápido a nível nacional, assim como na Bahia. Os nomes de oposição como ACM Neto, Paulo Souto e Gedel vêm se destacando nos primeiro lugares nas pesquisas. Como nenhum do PT consegue decolar, o governador deverá buscar entre os partidos da base aliada uma composição capaz de ganhar a eleição. O único nome da base aliada capaz de neutralizar a oposição é o de Otto Alencar, se ele vier a ser o candidato existem possibilidades de até a oposição apoiar.

Primarização – o que é isso?

Primarizar significa acabar com a terceirização, o que vai eliminar milhares de empregos gerados pelas empresas que prestam serviço às produtoras de celulose. Os mais diversos segmentos estão se mobilizando na região do Extremo Sul da Bahia para evitar que a Primarização seja implementada num prazo de três anos. Na região serão eliminados cerca de 4.000 empregos diretos e 13.000 indiretos. Só no ano de 2012 as terceirizadas movimentaram 170 milhões de reais na economia regional. Com a finalidade de mostrar o benefício que elas trazem para a região foi criada a campanha “A Força que vem da Floresta”.

Médicos se movimentam

Os médicos em mais de 10 Estados paralisaram o atendimento nos hospitais públicos, protestando contra o programa “Mais Médicos” e os vetos ao projeto de lei que regulamenta a medicina, conhecido como Ato Médico. No entanto, mantiveram o atendimento de urgência e emergência. Um dos objetivos do “Mais Médicos” é contratar profissionais estrangeiros para trabalhar no interior do país e na periferia das grandes cidades. A classe entende que não há falta de médicos no Brasil, há descentralização nas regiões.

Aviso aos navegantes

O poder é uma maneira de transformar uma idéia em realidade. Entretanto, só para quem tem apetite. Quem não tem pode usufruir as mais diferentes oportunidades de mando, que não vai conseguir mandar. Será que não é isso que está faltando em alguns prefeitos da nossa região? É bom ficar de olho!

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui