A festa aconteceu

Teixeira de Freitas comemorou 28 anos de emancipação política, e a festa da cidade aconteceu. Pelo fato do prefeito ter decretado estado de emergência, foi questionado por parte da população a realização da “Teixeira Folia”. Muitos acham que o dinheiro investido deveria ser utilizado para sanear os problemas emergenciais, como a falta de remédios nos hospitais e a falta de médicos. Por outro lado, a prefeitura apresentou o resultado financeiro da festa como sendo positivo para a cidade, aquecendo o comércio, chegando a ter um acréscimo nas vendas de 38% e gerando 2.000 empregos diretos e 3.000 indiretos. É um assunto controverso!

Exemplo da Transparência

O prefeito João Bosco, que vem pregando transparência na sua gestão, foi questionado pelo fato de ter decretado estado de emergência e, posteriormente, tê-lo prorrogado por mais 90 dias. Com isso, recebeu um cheque em branco para contratar sem licitação e fazer compras sem a tomada de preços exigidos em lei. Após a festa da cidade, convocou a imprensa e prestou contas dos gastos, abrindo para a opinião pública de onde veio o dinheiro e como foi gasto. Desta forma, conseguiu demonstrar, deforma inédita, que seu governo será transparente. Só nos resta elogiar a atitude do prefeito e o parabenizar, pois este é um dos maiores anseios da população. Que sirva de exemplo para os demais gestores da região e até mesmo da Bahia.

Candidaturas polarizadas

O Baixo Extremo Sul, hoje só tem um deputado estadual, o líder Temóteo Brito, que deverá ir para a reeleição. No entanto, para se reeleger, está buscando apoios fora da região, uma vez que, a derrota que ele e o filho sofreram em Teixeira e Alcobaça causou abalo nos dois principais colégios eleitorais que juntos lhe deram 75 % dos votos da eleição passada. Novos nomes têm sido cogitados para serem candidatos. Porém, o que está deslanchando com maior musculatura é o de Lucas Bocão, que deverá polarizar com Temóteo a disputa em Teixeira e Alcobaça, aonde recebe o apoio dos dois prefeitos atuais.

O poder é absoluto?

Encontrei esta frase no Facebook: “O poder só sobe à cabeça quando encontra o local vazio”. Dessa ideia podemos tirar várias conclusões. O que significa o local vazio? Esta é a primeira pergunta. No meu entendimento significa que, se quem assume o poder ficar sem oposição, o local fica vazio. Então, a oposição é um mal necessário, porque serve de espelho para o governante. No entanto, quem está no poder quer mesmo é ser absoluto e, dificilmente, aceita críticas, por isso, quer ver os adversários calados. Para tanto, usam todos os tipos de armas, que vão desde a retaliação até o massacre moral.

Sucessão na Bahia

O governo liberou vários pré-candidatos para ver qual nome decola. Para isso, abriu o palanque para todos eles. Vai desde o senador Valter Pinheiro até o presidente da Assembleia, Marcelo Nilo. Do governo, os dois nomes que mais pontuam na pesquisa é o senador Valter Pinheiro e do vice-governador Otto Alencar. Da oposição, o nome mais forte é o do prefeito de Salvador ACM Neto, o hoje popular Netinho. Segundo informações recentes, existem pesquisas que mostram ele com mais de 50 % dos votos da Bahia. No entanto, se Otto Alencar sair candidato do lado do governo, a oposição deverá apoiá-lo.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui